Mulheres Bem Sucedidas Assustam Os Homens?

“Isso é coisa de homem”, um estigma que definitivamente faz parte do passado. Hoje, 158 anos depois da greve das operárias de uma fábrica de tecidos em Nova York, Estados Unidos, que deu origem ao ‘Dia Internacional da Mulher’, o universo feminino tem outra face e é visto com outros olhos. Ainda que existam resquícios de machismo, preconceito e discriminação contra as mulheres pelo mundo, isso não tem tanto peso assim para barrar o progresso que o dito “sexo frágil” vem fazendo em todos os campos profissionais.

Uma coisa é fato. As mulheres não se intimidam mais. Muitas já ultrapassaram essas barreiras e fazem sucesso desempenhando funções que antes eram destinadas aos homens, altos cargos, ocupando lugares que ninguém imaginava que iriam alcançar. Exemplos não faltam em diversos setores como política, economia, medicina, esportes, engenharia, e tantos outros. Finalmente ficou claro que as mulheres podem fazer tudo que os homens fazem, sem exceção. E engana-se quem pensa que eles não as admiram, a maioria respeita e gosta de se relacionar com mulheres inteligentes, que se destacam profissionalmente tanto quanto eles.

Apesar de não ser competitividade entre sexos o objetivo do nosso texto, vamos conhecer algumas mulheres que se equipararam aos homens em determinadas profissões. Aqui estão algumas personalidades femininas atuais, que provam porque merecem admiração:

Entre as empresárias, a norte-americana Sheryl Sandberg, COO (Chefe Operacional) do Facebook desde 2008 merece destaque no campo da tecnologia. É a primeira mulher a ocupar tal posição na companhia e o braço direito de Marc Zuckerberg, co-founder da empresa. Antes de entrar para o Facebook, ela foi Vice-Presidente de Vendas Globais e Operações Online do Google e chefe de pessoal no Departamento do Tesouro norte-americano. É a 10ª. Mulher mais poderosa do mundo, segundo a Forbes. Poderosa e mais um pouco!

A indiana naturalizada norte-americana Nagin Cox, engenheira da NASA (National Aeronautics and Spase Administration ), é um ótimo exemplo do sucesso feminino na ciência. Oficial da Força Aérea dos Estados Unidos, atualmente ela integra a equipe coordenadora do projeto Mars Curiosity Rover (carro-robô que explora o planeta Marte). Além disso, viaja pelo mundo, inclusive esteve recentemente no Brasil, promovendo o respeito aos direitos das mulheres e abordando em seu discurso as necessidades de superar barreiras que afastam as mulheres da ciência.

Na esfera política, a Chanceler alemã Angela Merkel ocupa o primeiro lugar, há bastante tempo, na lista divulgada pela forbes das Mulheres Mais Poderosas do Mundo. Admiravelmente inteligente, Angela assumiu a chancelaria em 2005, mas já havia participado do governo anterior de Helmut Kohl, quando ocupou os cargos de Ministra Federal da Mulher e Juventude e Ministra Federal do Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear. Durante sua ascensão política, teve dificuldades para se impor como figura de destaque no partido. Com o tempo conquistou credibilidade perante as lideranças mais conservadoras. É a primeira mulher eleita pelo parlamento alemão e faz um governo marcado pela austeridade. Não mede forças para defender a estabilidade do país e da Comunidade Econômica Europeia. Sem dúvida, seu legado já a colocou entre as mulheres mais poderosas da história.

Na área do Direito, Amal Alamuddin, a famosa advogada libanesa que se casou recentemente com o ator George Clooney, é um exemplo de sucesso profissional numa área dominada por homens. Formou-se pela Universidade de Oxford, com mestrado na Escola de Direito de Nova York; e se especializou em direitos humanos, internacional e penal. Além disso, domina três idiomas, árabe, inglês e francês. Amal foi assistente da atual Juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos, Sonia Sotomayor. Hoje, residindo em Londres, atua no Doughty Street Chambers, um dos escritórios de advocacia mais importantes do país e tem casos famosos no seu currículo. É também conselheira de Kofi Annan, ex-secretário-geral das Nações Unidas, na Síria. Mrs. Clooney, além de linda, é poderosa e muito inteligente.

As superpoderosas dos esportes

A norte-americana profissional de poker Vanessa Selbst, foi primeira e única mulher a ganhar três braceletes WSOP (World Series Of Poker). Em 2013, venceu o High Roller PCA, recebendo um premio de US$ 1,4 milhão, se tornando a mulher que mais ganhou dinheiro na história do poker. Ela acumulou mais de 10 milhões de dólares em torneios. É uma das integrantes do Team PokerStars Pro, onde joga com o nome de usuário “V. Selbst”. Tem um currículo que faz inveja a muitos machões do carterado.

Danica Patrick, referência feminina em automobilismo, a norte-americana compete na NASCAR e tem vitórias impressionantes na Fórmula Indy. É uma das mulheres mais poderosas do esporte atual. Danica começou no Kart seguindo os passos da sua irmã, que adorava corridas. Foi a primeira mulher a vencer o Indy Japan 300, em 2008, e a primeira a subir no pódio nas 500 Milhas de Indianápolis, completando a corrida em terceiro lugar. Obteve também o melhor resultado para uma mulher, 4º. lugar na NASCAR Nationwide Series em Las Vegas, no ano de 2010.

Ronda Rousey, a famosa judoca e lutadora norte-americana de MMA, não brinca em serviço quando o assunto é títulos e medalhas. Foi a primeira mulher a conquistar uma medalha olímpica para os Estados Unidos no judô feminino – bronze nas Olimpíadas de Pequim, em 2008. Campeã mundial de MMA foi primeira e única campeã feminina, na categoria peso-galo do UFC; e é a atual campeã, nessa mesma categoria, do Strikeforce. Nas 10 lutas da sua carreira invicta acumula oito nocautes por finalização. Difícil encarar a bela no octógono.

Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...