Mulher perfeita que eu não sou

Pensam que fomos desenhadas para precisar de um homem nem que seja para nos arranjar coisas que estragamos em casa.

Pensam que para sermos felizes temos que ter o nosso Ken, casar, ter filhos e uma casa grande com piscina e garagem pelo menos para três ou quatro veículos, em que pelo menos um seja de luxo e não nos sirva para grande coisa.

Pensam que temos que viver às custas do salário dele e ficarmos em casa com as crianças ou a levá-las a festas de aniversários completamente aborrecidas ou a aulas de equitação a aturar as conversas diariamente iguais de famílias perfeitas com casas de férias espalhadas aqui e acolá.

Ensinam-nos desde pequenas que é para isso que vivemos e avisam-nos para aproveitar a vida “enquanto pudemos”, como se nós não pudéssemos aproveitar a vida sempre, todos os dias, até já não estarmos por cá. Nunca irei ser assim. Não quero ser a mulher que é perfeita aos olhos do homem. Quero ser perfeita para mim.

Moldar o meu futuro, a minha vida. Ter o meu trabalho e independência, sustentar as malas de luxo e as roupas tendência de cada estação com fruto das horas que gasto naquilo que faço. Trabalhar na área que gosto, por puro prazer e amor à profissão. Ser sustentada? Fazer papel de criada a preparar refeições, limpar a casa enquanto o marido fica com os pés no sofá a ver futebol e a rir-se com cara de gozo sempre que se recusa a pôr a mesa? Não.

Posso ser Mulher sem ter homem. Não preciso de homem para ter casa com piscina ou uma garagem espaçosa. Preciso de mim, dos meus valores e princípios. E quem entrar pelo caminho na minha rotina será um acréscimo a tudo aquilo que sozinha sempre fiz bem, um bónus para a minha felicidade. Jamais será uma necessidade. Não preciso dele para ser Mulher. Preciso de mim.

Bem-vindo à minha vida. Desfruta da estadia pelas páginas de mulher perfeita que não sou.

PORL
FONTEWINE&SHIINE
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...