Morrer: o fim ou um novo princípio?

O que é para mim a morte de uma pessoa próxima?
Para mim a palavra MORTE tem o significado de nova vida, um vida para além desta, em que as esperanças continuam e os desejos aumentam, os sonhos se mantêm, mas no final de tudo o sítio que passamos a habitar é diferente, tem outro formato, ocupa outro espaço que não a Terra que nós conhecemos.

É um sítio, que quase diria, maravilhoso, do que, onde nunca se soube, não se sabe, e só quem o habitar no futuro é que o saberá: um mundo onde a vida passe a ser eterna, para sempre, onde não seja preciso comer e beber para não morrer, onde exista o mesmo significado e a mesma quantidade da palavra AMOR.

Como será esse novo mundo, como será essa nova forma de viver, como serão as pessoas?

Talvez, tanto o mundo como a forma de viver, sejam espectaculares e as pessoas até sejam de ferro, um ferro que mexe, fala, corre e que faça todas as actividades que faz um ser humano, nesta vida.

O pior é que quem parte não pode contar, nem pessoalmente, nem mesmo por carta como é este mundo tão espectacular e desconhecido de todos. Por vezes pensamos nisto tudo e preocupa-mo-nos muito com este assunto, nestes momentos há quem diga que por vezes lhe apetece morrer e depois ressuscitar, só para saber o que se passa e para tentar arranjar resposta a estas questões. Muitas vezes perguntamos a nós próprios por que é que as viagens a esse mundo não são tão “fáceis” como as viagens à lua ou até mesmo a outro planeta.

A morte enfraquece-nos na altura, deixa muita saudade nos tempos seguintes e, por vezes, quanto mais dolorosa for a morte de uma pessoa amiga, mais dolorosa vai ser a dor da pessoa próxima à que morreu.


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...