Meu próprio pai me abandonou no meu dia de nascença!!!

Dizem que a esperança é a ultima a morrer, a verdade é que a minha morreu no dia em que tu, não me assumiste perante o mundo. Parecia que tinhas vergonha…

Sabes o quanto, isso doeu? Imaginas a dor que senti?

SOU DO TEU SANGUE COMO É POSSIVEL?!

Eu não errei contigo mas tu erraste comigo, eu tentei perceber o teu modo de pensar para tentar entender a tua decisão, mas só cheguei a um beco sem saída.

Durante tantos, anos a pergunta era e ainda é sempre a mesma.

Sabes quando vinha da pré escola e via lá os pais todos à porta para irem buscar os filhos, eu tinha todos os dias uma pequena esperança que tu, aparecesses mas como o habitual nunca estiveste lá à espera de um abraço meu e um “amo-te Papá”.

Sabes quantos Natais eu pedi a Deus para tu seres, o meu presente? Eras tudo, o que queria conhecer e ter presente na minha vida. Em muitos momentos me fizeste falta, até hoje e caso não te lembres já sou considerada adulta, pois já fiz os 18 o tempo passou mas, a tua presença nunca chegou.

Queres saber uma coisa? Disseram  me que tu sempre quiseste ter uma filha ginasta, e olha eu? Treino desde, dos 4 até hoje e mesmo assim quando soubeste por outros, que praticava não quiseste saber, eu estou a seguir um sonho teu não meu! Dizem que tenho futuro nisto mas a razão que me motivava ate te conhecer era ser o teu, orgulho mas como não foi isso que vi acho que vou desistir.

Eu considero te uma batalha já com, a derrota tomada.

Nasci, um soldado já com cicatriz no coração que não pode ser sarada pois um dever, de pai é proteger a sua filha desde do primeiro choro. E tu? Deixaste me logo indefesa, era demasiado inocente para perceber, a dor que a tua decisão me faria sentir.

Saber isso não te pesou na consciência? Durante 18 anos da minha vida, como conseguiste viver assim?

Se fosse eu, morria de culpa só de saber que tinha deixado um filho, para trás sem lhe explicar a razão de o ter abandonado, mas tu decidiste fugir às responsabilidades de me criar e educar, mas a estupidez é que me soubeste fazer mas não arcaste com as consequências de a tua vida mudar devido, a isso!

Diz-me ao menos chegaste a pensar ou passou-te vagamente pela ideia que quando crescesse como me iria sentir ao contar aos meus amigos que o meu próprio pai, me abandonou no meu dia de nascença.

Dizem que sou parecida contigo mas só de, aparência penso que seja os olhos verdes e o cabelo loiro. Ah e a altura porque de resto, não tenho nada de ti nem um único sorriso porque, eu sorrio só para esconder a dor e tu sorris porque tens a tua vida estabilizada e nem te lembras, de mim. É essa a nossa grande diferença.

PORVanessa Tusto
Partilhar é cuidar!