Medo de brilhar

A luz muitas das vezes é vista como algo do bem, algo maravilhoso, um símbolo de esperança e para muitos uma prosperidade para o futuro, mas será que ela é tudo isto?

A luz me faz pensar que nem sempre é bom brilhar. Vejamos a história de Lúcifer, cujo nome significara “portador de luz” e por essa mesma luz ele acabou se enchendo de glória, de orgulho, e de superioridade acreditando que podia superar o próprio Deus Vivo – um erro que muitos de nós tem cometido actualmente.

Essa luz que faz com que acreditemos ser superiores aos demais a luz que tem corrompido diversos corações e diversas mentes, que ao perceberem da sua capacidade de iluminação acabam sempre achando que se lá não estiverem tudo ficará escuro e que todos os demais dependem deles para caminhar pois tendo eles a luz o caminho torna-se mais claro.

E de facto isto constitui uma verdade mas algo que nos deve correr em mente sempre é o facto de ninguém, nunca, ser auto-suficiente, precisamos um do outro e a luz na verdade nada é se não houver a escuridão, pois sem esta ela seria irreconhecível e ate mesmo não podia existir.

Essa luz que antes nos faz pensar…

Com a luz chega os mais impuros sentimentos, a vanglória…

É a minha luz e não a minha obscuridade que me faz temer…

PORLuís Massango
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...