Tal como o mar, também nós sofremos de tempestades…

Tal como o mar, também nós sofremos de tempestades. Mas o nosso barco continua resistente.

Resistente às personalidades, às qualidades e aos defeitos; à distância, à falta de tempo e às exigências; às brigas, às chatices e aos amuos; às mudanças de idade, de maturidade e de vida.

Resistimos a tudo e ao mesmo tempo a nada: vamos crescendo com o tempo, com as quedas e com as vitórias, mas nem nos damos conta disso. Esquecemo-nos da atenção, do carinho, da amizade, das conversas, das partilhas e de tudo o que nos envolve na relação.

Mas ainda assim, resistimos às manias que nos assombram, agarrando-nos às manias que nos exaltam. Conduzimos o barco de forma a que este não quebre, neste mar tão oscilante que é a vida.


PELA WEB

Loading...