Mãos que dei ao tempo…

Estou um pouco cansada disto.

Sei lá eu o quê propriamente! Talvez nada, talvez tudo!

Aquela altura da vida, em que tudo e todos nos irritam. Aquela altura da vida em que nos questionamos de qual é realmente o nosso caminho aqui nesta vida!

Parece tudo tão complicado. Os sentimentos estão confusos. Não percebemos quem somos e o que queremos…

Não percebemos qual o propósito de seja lá o que isto for.

Sim estou confusa e sinto-me angustiada porque não sei o que faço aqui!!!

Às vezes perco-me no infinito das coisas, com um turbilhão de emoções à flor da pele que me revoltam por não saber como reagir face a elas.

Não consigo parar e pensar pois tenho o caminho para os meus pensamentos completamente congestionado por sei lá o quê que me confunde cada vez mais.

Stop, existe uma altura para tudo e talvez uma altura para o nada.

Como agora, não sei se me percebem. Entendo que não pois também me sinto assim.

Vou deixando passar, caminhando de mãos dadas com o tempo pois assim o tempo passsa quer eu queira, quer não!

Por hora é tudo o que me sai, chamo a isto de coração parado pois o ponteiro decidiu largar as mãos que dei ao tempo!!!

PORJoana Brito
Partilhar é cuidar!