Mãe Suprema!

Tu que és mãe;
Tu que sofreste ao dar à luz;
És magia que entretém;
Melodia que seduz…

Suspiras pelos teus filhos;
Sempre assim será;
Os acompanhas no percorrer dos trilhos;
Como o sol sempre a terra escoltará…

Nossa rainha do coração;
Faltam as palavras;
Para descrever a tua posição;
Pois no alto te encontras…

Fecha-se assim este poema;
Marcando a tua proeminência;
Mãe suprema;
Para sempre queremos a tua essência…