Mãe Apanhou Filha A Fazer Um Servicinho Ao Namorado E Não Podia Ter Sido Mais Constrangedor!!

Não deve existir nada pior do que sermos apanhados “no acto” pela sogra. O user an0therthr0wawaytbh do Reddict bem que o diga.

Aconteceu-lhe algo que ele nunca mais vai esquecer e decidiu partilhar:

“Então, obviamente, isto aconteceu há um ano atrás. Eu tinha 17 anos, eu e minha namorada estávamos a fazê-lo em casa dos pais dela que não estavam em casa. Nós andávamos a curtir já por algum tempo e decidimos seguir para a próxima fase. Estávamos a subir as escadas e fomos contra a porta do topo que levava à casa de banho aparentemente. Por isso, despimo-nos e ela começou a beijar o meu corpo. Deus me livre, soube mesmo bem. Ela foi lá a baixo e eu senti-me espectacular.”

Até agora tudo bem!!

“10 minutos depois ouço um barulho no andar de baixo, que eu decidi deixar passar pensando ser o cão a subir as escadas. Por isso continuámos e eu ouvi o que eu novamente presumi ser o cachorro a saltar as escadas, mas eu não me importei, porque estava perto do fim. Antes que eu soubesse o que diabo estava a acontecer a porta abriu-se e a mãe dela ficou de pé ali a olhar para mim com um olhar tão afiado que podia cortar diamantes. Este é o lugar onde o verdadeiro F***** veio. Ao mesmo tempo que eu… Eu terminei na boca dela enquanto olhava nos olhos da mãe.”

E isto não é nada…

Vê também: 19 Coisas Que Só A Tua Mãe Fará Por Ti!!

“Eu gritei, a mãe dela gritou e ficámos lá por cerca de um segundo a tentar cobrir-nos diante da mãe que começou a gritar pela casa. É neste ponto, senhoras e senhores, que devo dizer-vos que a minha namorada não engolia. A mãe dela gritou “que porra é que tens a dizer para ti mesma?.” e com isso veio um dos mais terríveis e ao mesmo tempo hilariantes momentos da minha vida. Quando a minha namorada vai para dizer “Desculpa”, esquece-se de que tem a boca cheia e sai ao mesmo tempo o conteúdo da boca dela. Nós os três ficámos a observar quando caiu quase que em câmara lenta para o chão, ou o que o pensámos que seria o chão. Não tínhamos reparado que o cão tinha entrado. O esperma caiu no cão, o cão fugiu, a mãe explodiu. Então, depois de horas de gritar e a dizer para nunca mais voltar, eu saí. E pois está claro, obviamente eu não estou mais com ela.”

Partilhar é cuidar!