Luz…

Com essa luz do teu nascer…

Fico pálido até ao sol descer.

Da colina do monte,

Ao horizonte do mar…

Fico convencido que me estás a hipnotizar!

A palavra dourada do teu cabelo ao esplendor,

Fico pasmado com o teu sabor…

Nem acredito que existes…

O meu cérebro está sempre a desdenhar…

Pois que hei-de fazer?

Se não me consigo controlar?

O ar que sinto da tua respiração,

É o suor da minha imaginação!

E do sentimento que nos envolve…

Do carinho,

Ao amor,

Há saudade,

Ao horror,

Da sensação,

Ao querer,

E ao poder!

E de estabelecer

O mimo,

Aos teus pés,

Sem saber!

PORPedro Simão
Partilhar é cuidar!