Logo eu…

Logo eu que já havia me acostumado com seu cheiro, seu cabelo entrelaçados em meus dedos. Sim eu confesso namorava mais seu cabelo que você. Adorava ficar mexendo nos seus cachos. Era uma terapia para mim. Poderia ficar por horas e horas fazendo isso.

Logo eu que não queria te deixar um só segundo. Você era meu mundo. Meu chão. Meu tudo.

Logo eu que não pensava em mais nada além de ti. Tu estiveras comigo a todo instante, me acompanhava em todos os momentos do meu dia no meu pensamento te levava. Tive justamente que te ver partir.

Ao sair pela porta não levaste só tua presença para longe de mim, levaste também meu coração. Minha alma foi também contigo. Meus sentimentos de alegria te acompanharam.

Enchi os olhos de lágrimas, mas, não chorei. Não iria chorar na sua frente e demonstrar tristeza. Sempre te dizia que homem não chora que homem é forte. Chorar na sua frente não cairia bem. Mas quando você saiu por aquela porta me desmanchei em lágrimas.

Não demonstrei fraqueza na sua frente.

Logo eu que gosto tanto da solidão hoje senti sua falta.

Eu que gosto tanto de ficar sozinho, senti falta do seu afeto, do seu carinho, do seu abraço, dos seus beijos. Senti a falta de você por inteira.

Logo eu tive que ficar só sem você.