Lembranças…

Viajando em minhas vagas lembranças vi seu rosto. Também vi umas das paisagens na qual gostávamos de passar a noite nos amando. As lágrimas ameaçaram cair, mas me contive. Queria parecer ser forte. Que engraçado eu não sou forte. Não. Não quando o assunto é o amor. O meu amor por você. Então ouvi a nossa canção tocar. As lágrimas não pude mais conter. As senti no meu rosto descer. Quentes. Tristes…

…Nossos sonhos. Nossos planos. Nosso filho. De repente tudo virou passado.

Não me relaciono com mais ninguém desde o dia que me disseste adeus.

Não sei se meu coração ainda tem esperança de te reencontrar, ou se, é só medo de ser ferido novamente.

Penso que seja um pouco dos dois. Penso que você não pensa mais em mim. Enquanto não passo um só dia sem pensar em ti.

A tristeza quer tomar o lugar da esperança. A esperança me diz a todo tempo que você vai voltar. E nessas idas e voltas do meu pensamento fico preso a um passado que parece está sempre presente, porém só na minha mente.

Que saudades de bater a sua porta. Beijar-te. Abraçar-te. Ouvir sua voz a falar ao meu ouvido que não vai me abandonar.

Vi seus olhos distantes. Observei-os tão longe quando os queria por perto.

Vi que foi só uma vaga lembrança e nada mais.

PORHenrique Gomes
Partilhar é cuidar!