Juntos podemos ser tudo…

Contigo, eu senti que posso respirar pela primeira vez sem ter medo.
Contigo, percebi que o ficar é o saber amar de uma eternidade.

Contigo, eu consegui ser eu por inteiro – sem barreiras, nem obstáculos.
Contigo, entendi que, quando me entrego a ti, o amor explode dentro de nós.
E nada fica por dizer. Os nossos corpos expressam os nossos sentimentos,
As nossas emoções são entregues à loucura da paixão.

Contigo, aprendi que posso ficar, que posso errar, que posso pedir desculpa.
Que posso morrer e voltar a nascer em ti, num mundo só nosso,
Numa jura que juntos confessamos, e sobreviver a tudo nos teus braços.
Contigo, sou, pela primeira vez, uma pessoa completa.
E assim foi a partir do momento que segui e ouvi o meu coração.
Percebi que quem foge do amor, apenas sobrevive. Não vive!
E eu passei este tempo afastado de tudo o que me fazia feliz.
Tu. E apenas tu.

A partir do momento em que te vi, não tive medo de viver.
Não tive medo de viver quem eu amo. Para sempre.