Ilusão

Somos só uma ilusão, eu bem sei! Mas, nada mais nos resta.

Somos dois corpos vazios que por entre tantos desencontros as vezes se encontram e se completam. São nestes acasos do destino que eu volto a encontrar uma parte de mim que se perdeu, uma parte de mim que me preenche e que me ressuscita.

Sinto que uma parte de ti ainda me pertence, assim como uma parte de mim ainda é tua. Aliás, nunca deixei de ser tua e há um pedacinho de mim que irás levar sempre contigo.

Somos só uma ilusão, eu bem sei!

O destino que um dia nos uniu é o mesmo que nos separou, que nos virou do avesso e nos deixou perdidos num labirinto de emoções.

Já fomos tudo um para o outro e agora…? Agora não somos nada!

Resta-nos apenas a ilusão deste amor, que um dia foi a nossa maior alegria e agora não passa de uma triste e dolorosa lembrança na nossa alma destroçada.

Somos apenas dois corpos que outrora eram preenchido de amor e agora estão vazios, mas ao mesmo tempo estão tão cheios de memórias e saudades. Estas que nos envolvem numa ilusão daquilo que um dia fomos, daquilo que um dia sentimos, daquilo que já não podemos voltar a ser.

Somos só uma ilusão, eu bem sei! Mas, nada mais nos resta…