Hoje somos e estamos todos com a França!

Monstros, demónios, cobardes, aberrações da natureza são alguns dos nomes que me passam pela cabeça para identificar os autores daqueles crimes, daquela barbaridade, daquele acto tão assustador, inacreditável, incompreensível, tão injusto e horrendo.

Como é possível existir pessoas tão más, tão ruins? O que leva alguém a ter no pensamento de fazer algo deste género, seja por questões políticas, religiosas, futebolísticas? Que direito existe e dá a alguém o de estragar e destruir tantas vidas inocentes? Que direito há para colocar medo e terror na vida das pessoas por pensamentos anormais e completamente fora de sentido?

Como é que eles conseguirem fazer aquilo? Como é que é possível que nem por um segundo tenham tido um acto de compaixão, de dor, arrependimento de amor ao próximo?

Como é que alguém tem coragem de fazer um crime tão macabro, tão horrível como matar tanta gente inocente a sangue frio, sem dó nem piedade, como se nada fosse? O que é que eles ganham com isto?

De que é que somos feitos? De onde vem tanta maldade, tanta falta de humanidade, de valores? Será que vale tudo a pena? Será que vale a pena criar o ódio entre nações? E viver num mundo de insegurança?

Não entendo, não compreendo, não percebo e não quero entender! Não dá para entender, nem muito menos para explicar! Mas é impossível ficar indiferente a esta situação.

Paris a cidade do amor, infelizmente e injustamente esta noite passou a ser a cidade do medo e horror, é triste, muito triste.

O que está a acontecer é trágico e horrendo de várias maneiras: pelas mortes, pela injustiça, pelo medo e terror que se está a viver neste momento e por aquilo que se vai passar nos próximos tempos, isto não foi só um ataque a Paris, isto foi um ataque á humanidade, este acontecimento não vai ficar por aqui, e as consequências vão ser muitas, este acontecimento fará com que uma quantidade tremenda de inocentes pague pelos actos cobardes, injustos, incompreensíveis de um grupo psicopatas.

Parece que este mundo está perdido, já não há respeito pelo valor da vida, já não há compaixão nem amor ao próximo, tenho medo, muito do que possa vir acontecer, hoje são eles, amanha podemos ser nós, hoje acordamos bem, estamos vivos, mas amanha não sabemos, de hoje em diante vivesse um dia de cada vez a espera de um dia melhor, a espera que um dia possamos viver a paz em todo mundo.

Hoje é um dia triste, hoje estamos todos de luto e em choque, hoje somos todos e estamos todos com a França!

PORJoana G.Torres
Partilhar é cuidar!