Hei-de aprender com todos estes malditos erros…

A verdade é que já não quero mais ser quem sou!

Sinto-me perdida entre medos e inseguranças e não sei se algum dia conseguirei recuperar da queda.

Subi demasiado e a queda foi ainda mais dolorosa do que deveria.

Envolveu-me no feitiço do seu olhar e permiti que me enrolasse na canção da sua voz.

Sei que alguém me puxará para a superfície, mas não permitirei sair do chão!

Hei-de aprender com todos estes malditos erros que me assolam!

Conseguirei finalmente mudar por mim, nunca por mais ninguém.

Gostaria de poder queixar-me, mas não posso! Não quando tenho tanto e tão pouco, sinto-me vazia…

Percebo o porquê do seu afastamento e por mais que repita que foi algo insano, ele teve as suas razões.

Sinto-me de fora em tudo! Sinto-me longe de todas as palavras esvoaçantes que me rodeiam…

Nunca serei a “mais bonita”, nunca terei a “melhor personalidade”, nem mesmo o “sorriso mais perfeito”.

Hoje em dia são-nos atribuídos títulos e somos regidos pelos mesmos.

Dizem que aquilo que nos pertence acaba sempre por voltar, pensei que estivéssemos destinados e assim anseio incessantemente o teu regresso.

Sei que não sou nada mas posso vir a ser tudo.

Sei que não mereço alguém como tu mas farei por merecer.

Já travei tantas batalhas e perdi inúmeras guerras.

Não sou uma guerreira, sou apenas alguém inocente de olhos castanhos.

Como recuperar alguém que nem se digna a comunicar?

Como puxar a água do poço se a corda à muito que partiu?

PORSofia Sousa
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...