Fui amor em ti!

Invejo-te por me poderes culpar, invejo que nunca tenhas desistido. Tem que ser mais fácil do que deixar-te ir, perder-te só para me poder encontrar.

Mas amor se é segunda, sábado ou sexta é-me igual. Não conto mais o tempo para te ter. Trabalho e trabalho porque é a maneira que tenho de viver, de não simplesmente existir, ou subsistir da tua ausência.

Pensaste que estava livre, mas estou encarcerada, presa neste impasse. A folha está em branco, o passado rasurado e o futuro incerto. O presente permanece distorcido com as lágrimas que lhe derretem as páginas.

Vejo-te todos os dias, quando acordo e o teu lado da cama está vazio, quando agarro o telemóvel e não tem mensagens, quando chego ao carro e o rádio começa a tocar, cada musica … tem uma memória, pela altura que chego à via rápida já te vejo 10 vezes a implicar com a minha raiva ao trânsito matinal, oiço-te ralhar comigo por escolher o lugar mais complicado para estacionar, estranho o meu cabelo estar imaculado ao fim do dia, afinal não estiveste a encaracola-lo até adormeceres…

Acordei com o cheiro doce da tua pele, alimentei-me do teu sorriso tonto em cada besteira minha, apoiei-me em cada abraço teu, bebi dessa tua maneira destemida de enfrentar a vida, desfiz-me em mil cada vez que tocaste o meu corpo, perdi-me entre as estrelas e o luar enquanto dormias … fui amor em ti.

Mas gritei sozinha cada vez que não me ouviste, sem me segurares no meio da multidão dispersei-me, dissolvi-me no  mundo, sem o teu apoio fiquei só, sem o teu calor fingi ser fria, tentei evitar o carinho, tornei-me rígida, desprovida de ternura … tentei ser tudo aquilo que não era, e agora não sei mais quem sou.

Uma dor passa a ser crónica quando vivemos com ela há mais de 3 meses, é possível atenua-la mas na verdade está sempre lá, talvez vá ser sempre assim. Um breve sorriso ao relembrar e a seguir uma dor excruciante por ter perdido. Não te vou mentir, consigo sorrir e estar bem, mas são meros momentos que me escapam por entre os dedos assim como a areia da praia… existes em cada sitio mas não estás mais em lado nenhum.

PORMaggie
FONTEDayDreaming
Partilhar é cuidar!