Florescendo…

Apenas nos vimos realmente duas vezes: Tirando uma fotografia e ficar a olhar para a imagem e encarando o espelho, fixando a reflexão.

Mas e as riquezas mais bonitas? As propriedades mais significantes não as captamos, infelizmente e, eu sinto muito por isso. Não consegues ver a maneira como os teus olhos se iluminam quando falas de algo que amas e nunca poderás ver o quão lindo ficas quando sorris.

É triste saber que nunca nos vemos verdadeiramente, nunca vemos o que realmente somos, nunca vemos as nossas melhores qualidades e desperdiçamos maior parte da nossa vida a expor as nossas “imperfeições” que nem sequer estão lá.

Como podemos explicar isto? Admito que podemos decidir como contar relatos infelizes. Podemos simplesmente suavizar a situação e dizer que nada é tão péssimo que não haja solução. Todos gostamos dessa versão. Só que não é genuíno…

PORBeatriz Velez
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...