Fiquei para trás…

Prometi que o teu toque não interferiria com a minha mente.

Prometi que não passaria do que era, um simples toque.Mas vou confessar que ele mexeu comigo.

Mais do que eu queria, mais do que eu esperava, mas tanto quanto eu desejava que ele mexe-se.

O teu sussurro deixou de ser um simples segredo, e passou a ser uma forma de conquista.
Os teus abraços já não eram meros abraços, e faziam-me querer ficar ali para sempre.

Prometi que nada iria ficar entre nós, mas tu ficas-te.
Ou melhor, eu fiquei. Fui idiota ao ponto de me apaixonar.
Como tantas vezes prometi que não aconteceria.
Vamos ser apenas amigos, prometemos ambos. E eu quebrei.
Envolvi algo mais, algo muito maior, algo que tu não estavas disposto a envolver.

Os teus beijos passaram a ser o que me fazia acordar todas as manhas, isso e o facto de saber que eras meu, nem que fosse por um tempo tão efémero, mas eras.
Ai como eu desejei que me quisesses, que no fim , fosses tu o meu príncipe encantado.
Aquele que me conhece melhor que ninguém, e me aceita sempre.
Desejei tanto que me esqueci de mim.

Prometi que no fim, seriamos os mesmo, e que os meus braços não sentiriam a tua falta.
Mas não o somos, eu perdi um pouco de mim, e tu foste embora.
Sem sequer tentar ficar, sem sequer tentares me amar.
E ai tu gostas, tu perdes e és o primeiro a gostar, e ai todas as tuas opiniões são as de um perdedor que se apaixona primeiro. Um perdedor tão miserável que simplesmente se apaixona por alguém.

E o teu mundo desaba, e quando vês já não és o mesmo.
A tua vida muda, e tu já não estas no centro dela.
E ai tu gostas, e isso parece um erro tão grande capaz de te derrubar.
E ai tu te perdes, tu perdes tudo, até aqueles que diziam que iriam ficar, tu perdes-os apenas porque te apaixonas.

E não tens como voltar atrás, porque as pessoas vão, e os sentimentos ficam.
E tu te apaixonas, e ficas para trás, porque no fim, tu acabaste por te apaixonar.