Filhas de mães infiéis também acabam por trair!!

Lá diz o ditado, tal mãe tal filha. E no que diz respeito à infidelidade parece que o cliché se encaixa perfeitamente.

No Reino Unido reuniram 2 mil pessoas que tinham tido casos extra-conjugais assumidos e tentaram saber se os seus pais também tinham sido infiéis.

Os resultados femininos foram chocantes. Como que numa resposta ao que as suas mães fizeram, dando às suas filhas quase uma espécie de permissão através do exemplo, mais de 7 em cada 10 mulheres responderam que as suas mães também tinha tido casos extra-conjugais. No caso dos homens, também se notou um padrão, mas muito mais neutro, 5 em cada 10 responderam que o seu pai tinha tido um caso conhecido de infidelidade o que deixa alguma margem de dúvida no caso masculino.

Quanto aos 73% de mulheres que traíram assumidamente e responderam que as suas mães também tinham sido infiéis os resultados definem o padrão muito claro de que o exemplo maternal negativo cria um precedente enorme que pode mesmo levar a que as filhas acabem a seguir o mesmo caminho.

Rapazes, na hora de escolherem uma namorada, ficam a saber, investiguem as vossas possíveis futuras sogras, não vá o diabo estar à espreita e vocês escolherem uma das 7 em 10…

Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...