F*d@-s3, Estou Apaixonada!!!

Lembro-me do dia em que o conheci e se ele estiver a ler isto, estará a gargalhar. Ele irritava-me tanto, era o mi-mi-mi, as mensagens, os elogios, um dia dei por mim a perguntar-me “porque é que não suporto este tipo?”

Ele tinha (tem) um jeito insuportavelmente irritante de me querer segurar e longe de mim, deixar alguém prender o meu coração.

Mas então ele começava a aproximar-se e todo o meu corpo ficava trémulo, até senti borboletas a adejar na minha barriga. Outra vez? Por favor, não!

Eu tentava manter uma conversa com ele, mas era inútil, na minha garganta formava-se um nó, as palavras ficavam presas e incapazes de soltarem-se.

“Porque é que os teus olhos verdes brilham tanto?”, a sério que ele precisava fazer-me essa pergunta. “É só uma pergunta, porque é que estás a corar?”, ok, este era o momento exato em que eu sentia uma vontade incontrolável de esbofeteá-lo.

Quando dei por mim, estávamos a conversar e eu estava a perder a noção do espaço, do tempo, do mundo, da possibilidade de vida em Marte e do primo gémeo da Terra e já estava a imaginar o dia do nosso casamento e a ver os olhos dele brilharem ao verem-me cruzar a entrada da igreja, com o meu vestido branco rendado, que escolhi aos doze anos.

Por momentos dei comigo no meio da chuva a sorrir e a ficar com as lentes dos meus óculos embaciadas, coisa que detesto! Enquanto todos se preocupavam com a tempestade, eu avistava um sol amarelinho a sorrir para mim lá em cima.

Um dia os nossos lábios tocaram-se e as nossas mãos entrelaçaram-se e f*da-se, estou apaixonada. É amor.

Todas as situações que supostamente não deviam acontecer, aconteceram porque com ele foi impossível controlar-me, voltei a cantar na rua e a olhar as estrelas, voltei a sorrir como nunca acreditei que seria capaz!

A verdade é que fico derretida sempre que ele se aproxima, sinto-me uma criança quando ele me beija, sinto-me forte quando ele me abraça e me protege, sinto-me enlouquecer quando ele sussurra ao meu ouvido que me ama. E apaixono-me mais todos os dias.

Ele é o motivo que me faz acordar todas as manhas e dizer “estou viva”, porque ele dá sentido à minha vida, ele é a base forte da minha existência.

Ele é o meu orgulho, valoriza-me, ama-me e nunca me deixa.

Ele é o melhor e além de mais, é meu. Sei que ele está a gargalhar com este meu texto, e a imaginar os sorrisos que dei ao escrever sobre ele, mas bem, f*da-se, estou apaixonada!

PORLetícia Brito
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...