F*d€-te!!!

Quero que te vás f***r, mas aos poucos: uma f**inha aqui, outra ali.

Não é bonito de se ler, eu sei, mas ouvi dizer que a honestidade não merece castigo. Estimo que te f***s – porque haveria de dizer isto de outra maneira, se é exactamente isto que quero dizer? – até os teus ossos sucumbirem.

É f**ido, mas que esperavas que esperasse de ti?

Achas mesmo que estou a ser mau? Estou a ser bonzinho demais – porquê? – ,porque espero que, apesar de tudo, a vida não te f**a tanto como me f***ste a minha.