Estou à tua espera.

A incógnita do que será, ainda é o pouco que tenho que me agarra à possibilidade de haver um final feliz por perto.

Será que amanhã vou esbarrar contigo numa rua qualquer ou então num corredor de supermercado?

Não sei bem quando virás, se demoras muito ou se tens voo marcado para a minha vida daqui a uns tempos.

Mas sei que um dia virás. Eu sinto isso.

Não tenho pressas de te ter, mas anseio saber como será a minha vida contigo.

Irei eu acordar sempre a teu a lado? Estarás no reflexo do espelho quando me olhar de manhã antes de sair de casa? E à noite, quando decidir ir beber um copo a qualquer lado?

Andaremos de mãos dadas enquanto conduzes e iremos falar de coisas absurdas e sem nexo, enquanto queimamos a melancolia dos dias em conseguimos viver um sem o outro?

Pois bem, não sei. Existe tanta coisa que ainda não sei mas que, porém, espero vir a saber.

Mas de uma coisa é certa, preciso do final feliz dos livros que eu leio, das histórias que na net vagueiam e dos contos que a minha avó me contava quando era criança.

Não quero ser princesa nem rainha, ter coroa ou vestidos de gala, apenas quero-te na minha vida com a vontade que espero que tenhas de ficares nela sempre.

Dizem-me que sou louca por ainda acreditar que um dia chegarás para ficar. Fazem questão de frisar que a felicidade tem prazo de validade e quem nem sempre chega a ser consumida a tempo e horas.

Recuso-me a acreditar nisso.

Faço birra, amarro o burro e digo que não. Grito que um dia irás entrar na minha vida quando eu menos esperar por ti. Vais ser a tempestade sem aviso. E eu serei a bonança que irá acontecer depois da tua chegada.

Espero.

Vamos dar as mãos, entrelaça-las fortemente e partir para longe quando tu chegares finalmente. Quero partir para onde ninguém nos conheça e onde nada irá fazer com que tu partas de mim.

Quero-te permanentemente e para sempre.

Porque finais felizes sem a felicidade. É como um gelado derretido: sem graça alguma.

Por isso, chega no teu devido tempo e em condições. Mas chega. E chega para ficares.

Trás as malas, as fotos de cabeceira, os teus livros favoritos e o chá predilecto para as tardes de verão.

Porque, não te vou deixar partires de mim.

Fica sabendo que estou à tua espera quando eu mesmo esperar por ti.

Até já.


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...