Estamos todos ligados e vivemos desligados!

Facto inegável é que as redes sociais são parte fundamental na vida da maioria da população. Permite-nos encontrar aquele amigo dos tempos de escola, o vizinho que se mudou à dez anos, a irmã que vive do outro lado do oceano. Permite-nos conhecer novas pessoas, mostrar o que gostamos de fazer, partilhar o nosso trabalho com os outros.

Estamos todos ligados de alguma forma, seja no Facebook, no Instagram ou no Snapchat, e no entanto, vivemos desligados.

Marcamos um jantar com aquele amigo que vemos com pouca frequência e desperdiçamos a melhor parte do jantar a tirar um snap para mostrarmos a outros tantos que vamos jantar. Sim, porque a melhor parte de jantar com alguém que gostamos é o momento que antecede a hora de comermos, é o momento do reencontro, em que nos abraçamos, conversamos sobre a vida e rimos de forma a que todos os olhos sejam postos em nós.

Combinamos umas férias de sonho em família e desperdiçamos os melhores momentos a registar tudo no Instagram, desde a saída de casa, à chegada àquela praia maravilhosa, ao café à beira mar.

Temos um problema numa fila de espera no hospital e ao invés de o resolvermos, descarregamos a nossa frustração com um estado no Facebook.

Estamos todos ligados ao mundo virtual, porém vivemos desligados do mundo real, dos verdadeiros prazeres da vida, daquilo que consiste realmente em aproveitar o momento.

Quando era mais nova, todas as minhas férias eram passadas nas praias de Leiria, não tenho uma única fotografia registada, não tinha sequer redes sociais para partilhar com os meus amigos que estava a passar umas férias divinais, e mesmo assim, as memórias que tenho desses momentos continuam como tatuagens gravadas em mim. Ora, esta é a prova de que mesmo sem Internet vivenciamos experiências únicas e impossíveis de esquecer. Este Verão vou arriscar viver tudo isso, sem recorrer ao mundo virtual. Acredito que serei capaz.

As oportunidades de sermos felizes estão mesmo ao nosso alcance e nem precisamos de um clique. Aproveitemos-las.

PORLetícia Brito
Partilhar é cuidar!