Esqueci de te amar…

Consegui fazer o impossível. Esqueci-me que estavas aí. Esqueci que dia após dia estavas ao meu lado, disposto a fazer tudo por mim.  Talvez por causa do hábito, nem reparei que eras tu quem eu queria. Assististe aos meus altos e baixos, desde que me lembro de existir. Ajudaste-me a ultrapassar a minha maior depressão e outras tantas mais pequenas. Eras quem realmente me via e eu, estupidamente, desatenta. Amaste a minha essência num todo, viveste os maiores desafios e mais ninguém faria tal coisa por mim, e ainda assim sorrias.

Tão cega que não vi. É possível alguém amar sem saber? Porque eu acho que sempre te amei, sem me aperceber.

A vida separou-nos cedo demais, mas ontem encontrei-te na rua… e o meu coração ficou pequenino e apertado. Saudades tuas e um pouco de ciúme, ajudaram-me a confirmar o que o meu coração desejava. Não estavas sozinho, e aquele vosso beijo magoou-me por completo. Já se passaram dois anos e na minha vida tão pouco ou nada mudou.

Pensarás tu em mim? Será que os nossos momentos estão ainda na tua memória constantemente? Não há um dia em que não me questione sobre isso. Sei onde vives agora, mas tenho medo de te encarar, principalmente se estiveres com ela.

Como teria sido, se não me tivesse esquecido de te amar?