És minha todos os dias… Mãe!

És minha todos os dias, mesmo que na verdade não o sejas, quando só pertencemos a nós próprios.

És a que tem a palavra mais acertada a dar no momento mais difícil de ultrapassar e ao mesmo tempo és a que se mantém em silêncio quando todas as outras vozes se pronunciam… mas eu queria tanto que dissesses algo nestes momentos, que adivinhasses pelo que sofro, que me desses um abraço apertado, um colo quente e um beijo na testa.

Só que tu já fazes tudo isto sem mesmo saberes o porquê de por vezes o meu Mundo abanar por dentro e por fora, mas não dizes nada: abraças-me e dás-me um beijo, trocas um olhar e passas-me a mão pelo braço. Sinto-me tão pequenina quando assim o é e desejo mesmo que assim o fosse para sempre. Só que não é…

Desculpa esconder os meus segredos ou o porquê do meu Mundo estremecer ou a causa de o meu sorriso brilhar mais do que o Sol. Faço-o para que não sofras por mim e que apenas aprecies a minha felicidade,mantendo o desconhecimento sobre as causas.

Enfim… sei que um dia tudo isto terá um fim, um fim que eu não quero assistir, não por ti mas por mim. Que egoísta que sou. Mas gosto tanto de ti que não vejo nem tão pouco imagino viver sem ti. Na verdade, és minha e sempre serás, aqui ou noutro sítio qualquer. És minha todos os dias e eu sou tua para toda a vida, mesmo que na verdade não o sejamos, mãe.


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...