Ela seguiu em frente…


A história dela tem pontos em comum a muitas raparigas… apaixonou-se várias vezes, pensava ela na altura de cada paixão que era uma coisa intensa, que nunca antes sentira aquilo e até tinha razão, nenhum sentimento que se sente por alguém se repete de igual forma. Depois de embarrar no olhar dele todos os outros pareciam meros encantos… ainda hoje ela acredita que ele tenha sido o grande amor da sua adolescência, depois dele mais nenhum teve a sorte de ficar preso dentro do coração dela.

Falar da história deles, era escrever paginas sim fim e era relembrar momentos menos bons… momentos que ela prefere não lembrar mas sabe que graças a essas alturas e ao que ele lhe fez sofrer, ela hoje é alguém mais forte e de quem se orgulha e ele? Bem, já não se vêem há uns dias, lá de vez em quanto o caminho dele se cruza no dela mas depois seguem em frente, os sentimentos verdadeiros dele ninguém sabe.

No inicio de tudo nem se falavam, ela sabia que seria difícil ser feliz ao lado dele mas assim que se aproximaram percebeu que não eram as circunstâncias mas sim o carácter dele e o facto de serem tão diferentes que os impedia de virem a ter algo mais do que uma simples amizade.

Houve bons momentos e quando se lembra disso, ela sorri porque sabe que apesar de tudo valeu a pena… os risos, as boas sensações que sentiu graças a ele e aquela paixão recompensavam a dor, ela não queria mas chegou uma altura em que apesar de ainda sobrar sentimento, percebeu que o melhor era seguir em frente… as idas e voltas dele, as falsas palavras, a duvida do sentimento dele magoavam-na e acabavam por lhe impedir de ser feliz.

Ela seguiu em frente, não no sentido de simplesmente partir e não querer mais saber dele mas sim em viver a sua vida, em não pensar muito nele, em ignorar a ausência dele… hoje isso já não lhe custa tanto, as vezes ela pensa mais do que era suposto mas depois ela segue em frente!

Ele não sabe mas o sentimento dela quase que não existe, ela seguiu em frente e quase não acredita que ele um dia venha ao seu encontro… e aqui entre nós, acho que ela está bem assim!

Já não é a primeira vez que escrevo sobre ela, sobre a historia deles… apesar de tudo, o que existiu entre eles foi especial… ah, ela ainda escreve sobre ele. Uma marca na vida de uma pessoa não sai sem rasto mesmo que ela tenha, de certa forma, seguido em frente!