É suposto…

É suposto ou não?! Vou começar o texto com estas palavras “É suposto”.

É suposto, numa relação, haver um esforço de ambas as partes, mas todos sabemos que isso não acontece. Não me refiro apenas às relações amorosas porque isso é o de menos. Tudo na vida se desenvolve na base de um esforço, numa amizade, a atitude convencional, é a de receber aquilo que dás em troca. É suposto ter uma pessoa do teu lado que te ouve, acompanha os teus problemas e dá a sua opinião. É suposto tu fazeres o mesmo. Contudo, não é suposto concordares a 100% com o que o teu amigo diz ou faz, pelo contrário, a amizade vê-se quando tens alguém na tua vida que é capaz de dizer que estás a ser um idiota. Tens que ter alguém que te puxe para a Terra e te faça encarar a realidade. É suposto o amigo desempenhar um papel fundamental na tua vida, na minha opinião, tal como a família eles são os teus pilares emocionais.

A vida é feita de frases que começam com “É suposto”, as pessoas querem viver em função de estereótipos e ideias pré concebidas de como devem ser as relações, atitudes e sentimentos, assim já se podem manter dentro da sua concha – zona de conforto – e lidar com as situações. É muito fácil seguir aquilo que o outro faz ou pensa. Marca a diferença e não penses que é algo difícil, por vezes, mesmo não querendo e sendo apenas TU, já o estás a fazer.

É suposto nunca julgar ninguém, mas mesmo assim todos o fazemos. É suposto ajudar quem precisa, mas isso muitas vezes não acontece. É suposto isto…É suposto aquilo. Estes são exemplos de atitudes e pensamentos que todos temos, a diferença – novamente – está se te deixas corromper por eles ou não.
Na nossa cabeça, frequentemente, nós sabemos que não estamos a fazer aquilo que é esperado de nós – aquilo que é suposto – mas, mesmo assim, e parecendo que cometeste um crime com direito e prisão perpétua, consegues tirar proveito das situações. É possível conseguir momentos de felicidade fazendo aquilo que NÃO era suposto fazer.

Não é suposto começar a namorar com alguém que conheces há uma semana, mas conheço pessoas que o fizeram e foram felizes – talvez não por muito tempo, mas isso não interessa! Um momento de felicidade elimina mil de infelicidade. Não é suposto algumas raparigas carregarem o fardo da palavra mãe, mas sim aproveitar a vida e ser adolescentes, contudo é suposto ter orgulho de terem tido uma vida dentro delas. Para cada situação temos um pólo positivo e um negativo, a qual deles te vais agarrar…isso já depende de ti!

Na nossa sociedade existem muitos estereótipos em relação ao que devemos ou não fazer e como nos devemos comportar e pensar. Existe uma diferenciação entre o certo e o errado. Não concordo com muitas dessas coisas. Porquê? Só existe uma fórmula para a felicidade?

Se uma pessoa gosta de falar e rir alto, é considerada histérica e alvo de críticas, porque é suposto seres discreta. Se uma pessoa anda de calções e tem celulite, é olhada de lado porque, supostamente, só as pessoas magras o podem fazer.

Não vivas em função do “é suposto”, é uma expressão tão comum…e de comum tu não tens nada! Faças o que fizeres vais estar sempre exposta a comentários, o que vai permanecer é a forma como lidas com isso, contudo é de frisar que desde que te sintas bem contigo mesma, tudo o resto se torna insignificante. Isso sim, é o que é suposto.

“Faz o que é suposto, recomeço é necessário”