É nele, não é?

É nele, não é? É nele que pensas quando o teu corpo encontra finalmente a cama, não é? A tua mente apodera-se dos teus pensamentos e num estalar de dedos, ele invade os teus sonhos. Mesmo que te faça mais vezes sofrer do que te faz feliz. E às vezes nem te faz feliz. É nele, não é? É nele que pensas enquanto vestes o fato de treino e sais para correr, não é?

Apesar de saberes que ele não te merece, que é só mais um querendo magoar-te e que o teu futuro não lhe pertence, continua a ser, para ti, a pessoa mais perfeita do mundo. Chegas a um ponto em que a corrida já não faz sentido e sentas-te no muro mais próximo que encontras. E quem é a primeira pessoa em que pensas? É nele, não é? Mais uma vez. Não há coisa que tu faças que não te faça lembrá-lo. Podes estar a barrar umas simples torradas com a tua manteiga favorita ou a abrir o teu livro de Matemática, mas é nele que pensas, não é?

E ele, será que é em ti que pensa quando pede mais uma cerveja no bar do amigo? Duvidas, tal como eu, não é? Mas mesmo assim preferes continuar a pensar que estás errada, que desta vez vai dar certo e que vais finalmente ser feliz ao lado dele. Preferes continuar a enganar-te, não é?

No fundo sabes que, mais uma vez, tudo vai acabar numa desilusão daquelas do tamanho do mundo, que mais uma vez te vais fechar no quarto horas e horas a fio sem querer falar nem ver ninguém, não é? Mas mesmo assim continuas a querer pensar nele a toda a hora, porque é ele que ainda te consegue pôr um sorriso no rosto. Ironicamente, é ele. É ele que queres ver na tua vida até ao fim, é ao lado dele que queres adormecer todos as noites e acordar todas as manhãs, é ao lado dele que queres estar para sempre, não é?

É nele que pensas quando recebes mais uma mensagem, não é? Não precisas de me responder, sei exactamente o que estás a sentir. É nele que pensas em todos os momentos, em todas as acções, em todos os movimentos. Ele vive mais nos teus pensamentos do que tu própria, não é?

Sim, é. É e tu sabes perfeitamente disso. E olha lá, quando é que começas a pensar mais em ti? Já pensaste nisso? Provavelmente nem tens tempo para isso, não é?