E eu, como uma pequena garota ingénua, acreditei!

Tu deixaste-me tão fascinada pelo teu sorriso e pelo jeito carinhoso que me tratavas. Eu fui tão tola. Mas garanto-te que um dia vou entender o que se passou connosco. O motivo de termos terminado assim. Tu destruíste tudo aquilo que eu tinha fantasiado para nós.

Se querias acabar, tudo bem, eu nunca fui de forçar ninguém a ficar do meu lado, mas poderia ter sido diferente, poderia ter sido menos cruel e doloroso. Não vou ficar a colocar a culpa toda em ti, porque eu também errei. Na verdade a gente não errou, enganamos-nos. Era muito cedo para eu me entregar desta forma para ti sabendo que nem te conhecia bem. Mas tu fizeste-me acreditar que apesar do pouco tempo poderíamos ter dado certo, e eu, como uma pequena garota ingénua, acreditei.

A nossa história aconteceu no tempo errado, ou talvez, tomamos certas atitudes sem pensar.

Deveríamos ter-nos conhecido melhor, assim evitaríamos futuras descobertas nada agradáveis. Tivemos pouco tempo, se fosse por mim tentaríamos mais vezes, mas como tu mesmo disseste para evitares de me magoar era melhor para por aqui. Um tempo para mim mesma é o ideal agora.

Tu fizeste-me muito mal em tão pouco tempo. Tu deverias ter um pouco mais de consideração por mim antes de fazeres o que fizeste. Tu tomaste atitudes sem pensar em como eu ficaria depois do que aconteceu entre nós. Não estou a julgar-te, mas acho que deverias ter optado por outra decisão. Não vou gastar mais o meu tempo e o meu coração à procura do rapaz ideal, tu foste apenas mais um motivo de eu tirar da minha cabeça essa história de que eu preciso de encontrar o rapaz certo.