É Ele, Sempre Será…

Ele é tão certo e ao mesmo tempo é tão errado.

Ele joga com o meu coração como joga com um baralho de cartas.

Ele é a minha droga e eu teria overdose dele só para sobreviver e manter o vicio insatisfeito.

Ele é o meu melhor amigo, meu amante, a minha alma gémea e a minha culpa também, mas sei que não posso deixá-lo fugir de mim.

Eu tenho as minhas razões e o meu orgulho, nós temos laços que nos unem, temos este amor e muitos sonhos, que parecem cair aos pedaços.

Ele é o meu homem, ele protege-me.

Ele parte-me o coração sem dó nem piedade e não importa o quanto isso magoa. Não importa sequer se não sei todos os seus segredos e as suas mentiras, porque as coisas más afasto-as da minha mente.

Apenas desejo que todos parem de o julgar, se eu estiver no caminho errado, o problema é meu, e ele está prestes a chegar. O meu coração está quebrado, mas estou de braços abertos para o receber, sinto-me mal, mas preciso ceder.

Ele faz-me sentir como uma criança sempre que me sorri.

Ele faz-me sentir mulher sempre que me agarra e me beija.

Ele estilhaça o meu coração, atacando-o com palavras rudes e insensíveis e deixa-me louca.

Ele faz-me feliz sempre que pede perdão e jura não cometer novamente o mesmo erro.

E eu só quero amá-lo e dar-lhe tudo o que tenho, mesmo que este sentimento me vá destruindo. Eu quero acordar ao seu lado e niná-lo com carinhos. Quero abraçá-lo e sussurrar-lhe ao ouvido que este amor será para sempre, mesmo sabendo que quando acordar ele estará de costas voltadas novamente.

Ninguém quer ser a causa do fim, estou de joelhos e rezo pelo puro sentimento que em tempos nos unia, ainda apaixonada, começo a sentir que nos distanciamos, talvez estejamos a ficar frios, mas nada temo, vamos começar de novo.

PORLetícia Brito
Partilhar é cuidar!