Dura Realidade!

Eis-me aqui,
Novamente
Prostrando-me perante tu,
Realidade.
Tão severa és comigo,
Com tua grande crueldade.

Quantos sentimentos
Cabem em um coração?
Porque minha raiva e minha dor
Não se igualam, ao meu amor?

Teu abandono e teu desprezo,
Na tempestade me jogou.
Um turbilhão de sentimentos,
Sendo assim nada mudou.

Tu eras falso em tuas palavras!
Em pensamento o que passou?
Acreditei no que falavas
E mesmo assim nada mudou.

A cada dia que passava,
Mais crescia o meu amor!
Tu brincavas e pisava.
Sendo assim ele acabou.

E todo o amor que sustentava
A dor em um corte
Se esgotou.

E ainda que está seja a ultima dor
Que ele me causa
Este é o ultimo verso
Que eu lhe escrevo.

PORJazzi
Partilhar é cuidar!

RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...