Dias cinzentos…

Há sempre aqueles dias em que tudo parece está sem cor. Que todas as coisas insistem em dar errado, ou popularmente falando “acordamos com o pé esquerdo”.

São dias assim que estamos milhares de vezes mais sensíveis. Onde todos que nós amamos sempre encontram as mais diversas formas de machucarmos, sejam essas pessoas nossos melhores amigos, paixões e até mesmo nossa própria família.

São dias nos quais uma das poucas coisas em que queríamos era que alguém pudesse enxergar além daquela velha máscara triste que insistimos em carregar em nosso rosto e visse que por trás daquela personalidade sempre feliz e de bem com a vida há um ser triste, solitário e que está precisando urgentemente de um abraço.  Na maioria das vezes disfarçamos tão bem o que estamos realmente sentindo que ninguém percebe que estamos precisando de amparo, e acabamos criando um sentimento negativo, uma mistura de raiva e decepção por ninguém percebe como estamos que faz com que precisamos ficar só. Se isolar não apenas por causa desse sentimento que toma conta de nós, e sim porque é principalmente nesses dias em que todos acabam nos machucando.

É nesses dias que seu melhor amigo ao invés de te consolar decide te trocar. São os dias que a sua autoestima está no esgoto que todas as pessoas, até mesmo aquelas que nem falamos com intimidade, aparecem simplesmente para te passar a perna, por você para baixo e te machucar com palavras. Isso faz com que sentimos pena de nós mesmo. Faz pensarmos que ninguém nos ama, e que mesmo por apenas alguns dias, nos faz perde a vontade de viver. Perdemos completamente a noção do por que viver.

Não faz sentido algum vivermos em um mundo, onde: somos cercados por pessoas falsas que estão sempre te apunhalando pelas costas, te pondo para baixo; num mundo onde ninguém sente nenhum apreço por você, não sentem sua falta e nem se quer se importam como você se sente; num mundo onde sua existência é totalmente despreza. Certo?!

Errado! São nesses dias cinzentos que você deve encontrar a razão de viver. Que você não deve se importa com o que mundo acha de você. Você deve viver em pro de si mesmo. É nesses dias que você deve por sua melhor roupa, comer sua comida favorita e escutar a melhor música. Vai sair pra encher a cara ao invés de trancar-se no quarto. No lugar de resolver cala-se e ficar em um silêncio torturador vai gritar no meio da rua pra poder extravasar tudo de ruim que você guarda ai no interior do seu eu mais obscuro.

Que você descubra nesses dias que, o único e verdadeiro melhor amigo que você pode ter é você mesmo. Que será a única pessoa que sempre lhe entenderá e jamais ira te decepcionar. E que ao olhar-se no espelho você enxergue que o único motivo para viver é em razão de si.

PORVictor Henrique
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...