Deus é bom, mas o Diabo também não é mau…

Constantes incertezas que preenchem um total vazio, paragens, suspiros – uma e duas vezes, às vezes até mais – desejos incontroláveis na esperança de uma mudança meramente momentânea.

Consigo ouvir o teu silêncio a km de distância – o teu silêncio basta. Olhares mal trocados, olhares inacabados. Respiro fundo – uma e duas vezes, às vezes até mais – tento mudar todos os meus pensamentos para uma suposta coerência. Cheguei a acreditar em todas aquelas certezas estáveis. Certo vs Errado. Afinal o que é que é certo? Porque é que o certo é certo? Não pode o Errado ser certo também? Volto a suspirar – uma e duas vezes, às vezes até mais – fecho os olhos – o coração dispara. Quem és tu? O que é que fazes comigo? Puxa para um lado – o teu lado, eu puxo para o meu, a corda rompe e cada um caí para o seu lado. Existe sempre alguém para nos amparar uma queda que parece pequena, que parece acabada numa luta que não tem fim.

Pessoa forte e determinada, por vezes, ainda que intencionalmente, agressiva, com o olhar mais transparente que conheci até hoje. Não precisas de falar – eu percebi. É um vai-vem que sentimentos que não se explicam – continuas no teu silêncio. Queres mudar o mundo e acabas por mudar tudo (todos) .

Fecho os olhos, o coração dispara,  respiro fundo – uma e duas vezes, às vezes até mais – Certezas da tua quase certa incerteza – Certeza da minha constante incerteza. Afinal nada é errado se nos faz felizes.

Deus é bom, o Diabo não é mau, mas tu és ainda melhor.


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...