Desejo ser inteira, mas não posso esperar para sempre!

Querido Amor!

Sou daquelas raparigas que sonha. Sonho como se não houvesse o amanhã. Sonho tanto que às vezes me esqueço da realidade em que vivo. Sonho em ser uma princesa. Pelo simples facto de ela ter direito a um amor verdadeiro, alguém feito à medida dela. Desde criança que adoro ver filmes de princesas, ouvir histórias como a “Cinderela”, a “Bela Adormecida”, “A Bela e o Monstro”.

Todos os contos que tivessem um final feliz eu adorava, mas o que me prende às princesas não é sua beleza, mas o amor de que elas são feitas e o amor que recebem.

Para mim, o amor é o que dá sentido à vida. É o que faz o meu coração bater. Contudo, com o passar dos anos o meu coração fecha-se cada vez mais só pelo simples facto de se apaixonar. Porque quando se apaixona, entrega-se totalmente sem reservas, sem medos. Quando gosta, gosta mesmo! Mas a vida não é cor de rosa e com tantas desilusões na vida, o meu coração está a transformar-se em loiça partida. E se calhar, quando chegar a minha vez de ser amada, já não saberei amar.

Durante os anos que vivi, posso dizer-te que nunca tive sorte no amor. Nunca fui muito de namorar, não por querer, mas porque nunca me senti segura para repousar no coração de alguém.

Sou daquelas pessoas que tem o dom de amar, mas a quem a vida ainda não deu uma oportunidade de ser amada.

Às vezes, questiono-me porque ainda não tive oportunidade de ser inteira. Tento inventar desculpas, afirmando que ainda não fui amada porque não me amava. Mas agora, eu amo-me e sou feliz comigo. Não há razão nenhuma para não ser feliz inteira. Sim, porque quando nos amamos a nós mesmos, somos apenas metades de um puzzle. E, para o puzzle se completar é necessário a outra metade, é fundamental as outras peças.

Todos os dias, dou por mim a pensar nos momentos que poderia ter com alguém que amasse. Sonho alto e depois quando acordo, as lágrimas lavam-me o rosto.

Dizem que o amor não se procura é algo que acontece quando menos esperamos. Mas como tenho a ânsia de amar, às vezes refugio-me em redes sociais para ver se encontro o “tal”. Pelas experiências que tive, tenho a plena noção que por aí não se encontra amores verdadeiros.

Parei de procurar. Contudo, não consigo deixar de sonhar com esse dia, com o dia em que serei inteira.

Mas a espera tem sido tanta que o meu coração pode não ter forças para te receber quando vieres!