Desde o nosso primeiro beijo…

Quase quatro anos passaram desde o nosso primeiro beijo, desde o início da nossa história. E quero que sintamos tudo como nessa primeira vez.

Quero que continuemos a sentir borboletas quando estamos juntos ou quando pensamos um no outro. Que continuemos a sentir aquela sensação de arrepios quando nos beijamos e tocamos, sem medos e inseguranças. E que nunca nos deixemos de falar mais de três horas quando estamos chateados, porque um segundo sem ti parte-me o coração.

E que me devores com o teu olhar, que me veneres, que me contemples e me ames, pode ser da única maneira que sabes sentir desde que seja verdadeiro e eterno. E que as nossas mãos consigam encaixar perfeitamente uma na outra, e que por isso sintamos a cada entrelaçar que elas são feitas do mesmo puzzle, as duas únicas da caixa, as metades perdidas que se reencontraram no final. E que esse final não tenha fim, porque te quero no início, meio e sem fim.

Quase quatro anos passaram desde o nosso primeiro beijo, desde a nossa noite apaixonados, enquanto olhámos as estrelas e ouvimos a música que soava na rua lá em baixo. Olhámo-nos com olhos de quem vê, e no olhar conseguimos decifrar cada sentimento que palpitava bem no coração.

Quero emocionar-me de cada vez que dizes que me amas, como na primeira vez. Quero sentir para sempre conforto no teu abraço, e que seja todos os dias o melhor do mundo. E sentir que juntos conseguimos derrubar todos e quaisquer obstáculos, como temos feito até agora.

E que briguemos como crianças, porque afinal o amor também é assim, infantil e ingénuo. Tantas vezes. E que amemos como loucos, a todos os instantes, porque o amor é louco, é irracional e talvez ridículo. Mas eu quero ser sempre ridícula contigo.

Quase quatro anos passaram desde o nosso primeiro beijo, e hoje olho para ti como na primeira vez, tão fascinada e apaixonada, e desejo que todos os dias sejam os nossos primeiros, pois não quero conhecer os últimos.

Quase quatro anos passaram desde o nosso primeiro beijo… E hoje, beijas-me uma outra primeira vez.