Desculpa…

15º Campeonato Nacional de Poesia de Pedro Chagas Freitas

Jornada 5

Desculpa
Desculpa se alguma vez te deixei cair
Eu não te deixo mais
Eu só te deixo que saltes

Salta se tiveres que saltar
Mas não saltes de propósito para me testar
Salta só se tiveres que saltar
E quando saltares eu tenho a certeza de que te vou apanhar

Salta
Eu salto contigo
Se saltarmos os dois
Ficaremos os dois longe do perigo

Voa comigo
Não tenhas medo de voar
Podes tentar porque se não der eu vou te agarrar
Confia, nunca mais te vou conseguir largar, da minha mente

Confia e eu confiarei
Não te largo mais e disso eu sei
Sejamos dois corpos que não se largam mas que se estragam ao longo do tempo
Sejamos dois corpos em um só, sejamos um conjunto, eu junto a ti e tu junto a mim


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...