Desculpa-me!

Desculpa-me…
Desculpa-me, primeiro que tudo, por te amar.
Desculpa-me por ter medo. Por ter tido medo que tudo isto fosse uma ilusão.
Desculpa-me pela lágrima derramada, pelo desgosto em vendavais.

Por unicamente não ter força para aguentar a tua perda.
Tu tiras-me todas as forças, e amas-me como nunca ninguém o fez.
E eu sinto isso. Sinto uma paixão ardente, rara, repleta de magia e utopias.
Mas utopias reais… Porque tu és a minha realidade, és o meu mundo,
És a pessoa quem eu trocava tudo para te ter nos meus braços…
A minha vida sem ti é a morte. É a morte do meu coração,
Dos meus sonhos, de tudo o que já partilhei e vivi contigo…

Agora que te mostrei toda a verdade, acredita no meu amor.
Eu sou um fraco… Desculpa-me por nunca ter vencido os meus fantasmas.
Mas quero vencê-los a teu lado. Porque és a maior verdade que tenho.
Amo-te. Simplesmente, amo-te. Sem hesitação e arrependimento.
Amo-te pelo que tu és, por tudo o que me fazes sentir.
Desculpa-me por ter falhado, mas não voltarei a magoar o meu talismã.

Por isso, unicamente, desculpa-me e juntos recuperemos a eternidade.


PELA WEB

Loading...