Deixei-me perdoar…

Nunca me considerei uma rapariga burra, pelo contrário, sempre me achei inteligente mas fazer-me de burra era uma boa estratégia. Mas pela primeira vez tenho de admitir, fui burra. Pensei que poderia controlar todos os meus sentimentos porque nunca tive dificuldade nisso, até aparecer alguém.

Esse alguém fazia-me rir todos os dias com as coisas mais parvas e estúpidamente impensáveis, esse alguém estendeu-me a mão quando eu me sentia mais ‘perdida’. Daí cresceu uma amizade que pensei que fosse pura e bonita. E foi nesse momento que fui burra, baixei o escudo, e pensei ‘não tem problema quando estiver a sentir demasiado é só desligar’.

Pensava mesmo que poderia desligar tudo como um toque no botão. Mas foi por começar a sentir que percebi que afinal o que era puro estava consumido de perversidades e o que era bonito era ilusão. E mais uma vez fui burra porque meti na cabeça ‘não tem problema tu não vais sentir mais que isto e se sentires, desligas’.

Quando tentei desligar não consegui e magoei-me. Afinal eu fui usada como um meio para atingir um fim. O Meu orgulho ficou magoado, o que me restou foi um mar de vergonha no qual me afogava todos os dias. A vingança não foi solução, porque por muita dor que eu pudesse causar, nada apagava a minha. Esse alguém não foi o verdadeiro causador da minha dor. Claro que contribuiu bastante e que fez uma montanha de merda pelo caminho, mas a dor primária fui eu que causei a mim própria. Eu sabia exactamente no que me estava a meter mas preferi pensar que poderia ‘desligar’ quando quisesse. Quando finalmente aceitei que a culpada era eu a vergonha só cresceu, o orgulho cada vez mais magoado e eu cada vez mais desfeita.

Eu tinha de me perdoar e não sabia como.Porque é que todos os dias me culpo e sinto que devo tudo ao mundo? E finalmente percebi, os sentimentos não são botões. Não podes escolher não sentir, porque fortes são aqueles que sentem e continuam de pé. Por isso hoje é o dia em que me deixo perdoar. Hoje eu sinto tudo com mais intensidade do que alguma vez senti. Hoje eu amo mais, hoje eu riu mais, hoje choro mais, hoje eu vivo mais. Perdoa-te hoje pelos erros de ontem. Perdoa-te hoje porque amanhã poderás já estar consumido. Eu sou Humana, e errar faz parte.


PELA WEB

Loading...