De mão dada …

Quando dois idosos seguem de mão dada ,
Os meus olhos deles não consigo tirar.
Contemplo este amor que perdura
E dou por mim logo a imaginar ….

Estão juntos há uma eternidade
No entanto ainda se mantêm o carinho .
Eu ajudo-te a ti , tu ajudas-me a mim
De mão dada trilham qualquer caminho …

As mãos estão enrugadas e até têm artroses
Mas transmitem tanta beleza e sabedoria .
Cada ruga marcada é uma longa estrada
duma vivência onde reinou e reina a alegria.

O Sol também deixou as suas marcas
Esses sinais desenhados nas suas identidades.
Porém eles mantêm um amor tão jovem
que não me deixa adivinhar as suas idades.

Seguem rua abaixo e rua acima
E nem um obstáculo os pára ou separa.
Andam sempre de dedos entrelaçados,
Têm um amor que o outro amor ampara.

Quem me dera um dia ter
Um amor desses para a vida …
Quero andar sempre de mão dada
A subir e a descer a avenida .

Se tu me amparares …eu amparo-te !
Juntos na vida e em comunhão
Vem ter comigo esta noite
e estende-me a tua mão.