Ela dar-te-ia um mundo

Há investimentos e investimentos. Já paraste para pensar no funcionamento de um investimento cordial? Ela dar-te-ia um mundo, em troca de um abraço. Ela dar-te-ia um lugar na primeira fila no seu jogo de vida, em troca da tua presença.

Ela faria a maior parvoíce, em troca de um sorriso teu. Ela trocaria os seus 15 minutos a mais de sono para te preparar o pequeno-almoço e para te passar a camisa, em troca de um beijo de despedida.

Ela disporia de horas na cozinha para preparar o teu prato favorito, em troca de apenas uma hora passada a teu lado. Ela iria ouvir como foi o teu dia, em troca do teu alívio e iria abraçar-te com o mesmo fim.

Ela permaneceria a teu lado, mesmo com o mundo contra ti, em troca do teu bem-estar e pelo simples facto de te ter a seu lado. Ela iria contra uma ação tua idealizada caso te pudesse prejudicar, em troca da tua comodidade e do mesmo processo reciprocamente.

Ela trocaria o chá e a novela, pela cerveja e o futebol na tua companhia. Ela abdicaria de uma saída com as amigas em troca de uma tarde contigo. De facto há muitas cláusulas neste investimento, não achas? Ela poderia investir num mundo particularmente vosso: sem esquemas, sem adversidades, sem enigmas, sem questões.

A única questão é: serias tu capaz de investir capital emocional?

PORAna Sousa
Partilhar é cuidar!

RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...