Eu sou tu, daqui a uns anos…

Olá pequena adolescente de olhos sonhadores e tão brilhantes.
Podes sentar-te aqui, ao pé de mim, um bocado?
Preciso de te contar algumas coisas.

Eu sou tu, daqui a uns anos.
Eu sei o que passaste e por isso mesmo venho aqui falar contigo…
Sabes aquele rapaz que te ocupa o pensamento?
Aquele que faz o teu coração bater mais forte, e que torna a tua respiração ofegante?
É verdade, estás realmente apaixonada por ele.

Estás, e sim, consideras que ele é o grande amor da tua vida.
Não te vou negar…
Ele é realmente o grande amor das nossas vidas, mas eu preciso de te alertar.
Sabes quando ele sorri e te derrete?
Sabes quando apenas a voz dele te acalma?
Sabes aquele abraço apertado que ele te dá e que faz com que sejas única?
Sabes aquele beijo na testa, que ele dá, com o maior respeito?
Sabes quando coloca a mão à volta da tua cintura?

Isso tudo é verdade.
Isso tudo será amor, e vocês vão passar momentos únicos, mas deixa-me alertar-te que ele te irá desiludir.
Não abanes a cabeça.
É verdade.
Não te esqueças que eu sou tu, daqui a uns anos…
Ele vai desiludir-te e tu vais desculpar.
Vai voltar a desiludir e tu vais continuar lá.

Um dia vais terminar o vosso relacionamento e será mesmo para sempre.
Vais sentir que o mundo acabou de desabar e que não existe mais nada.
Não vais conseguir seguir em frente por um bom tempo, porque não consegues acreditar que existe algo mais.

Não vais conseguir encarar os outros da mesma forma.
Não te vais entregar a nenhum outro amor, e nem vais deixar ninguém entrar na tua vida.
Vais criar muros tão altos que serão praticamente inquebráveis.
Vais deixar de acreditar nas palavras e promessas de amor.
Não, não vais deixar de acreditar no amor, mas será muito difícil alguém provar que merece ser amado por ti.

Não chores, olha para mim.
Ouve…
Tens apenas 17 aninhos…
Quero apenas dizer-te, que ele não é único homem na terra, e que será mais feliz se passares ao lado deste grande amor.
Peço-te, passa ao lado para não perderes os olhinhos brilhantes e risonhos que tens.
Passa ao lado desse grande amor da tua vida, para conseguires continuar a acreditar em contos de fadas.

Vão aparecer outros rapazes, e sim, não serão O grande amor, mas serás mais feliz, será bem mais tranquilo, e muito menos doloroso…
Não chores, eu acredito que aquilo que te peço custa.
Sim, acredito que custe, mas vais ser mais feliz se ele nunca entrar na tua vida.
Acredita.

Como é que eu sei?
Como é que eu posso ter a certeza disso?
Porque eu, sou apenas tu, com todas as marcas e dores desse grande amor.

PORPatricia Rebelo
Partilhar é cuidar!