Contigo, eu sinto-me invencível…

Já foram muitas partidas e chegadas, muitos comboios que eu via,
A neblina a engolir-te na imensidão do horizonte, e eu aqui… sozinho,
Com frio (o frio assustava-me tanto) e aceitava que a vida tinha que ser assim.

Mas percebi que a teu lado somos nós que comandamos a nossa vida,
Juntos podemos construir um só destino, um só mundo.

Outra despedida, outra vez um aperto no coração.
“Quando voltas para mim”, pensava eu.
Não, eu não aguento mais esta distância. Não consigo estar mais longe de ti.
“Porquê?”. “Porque razão temos que estar afastados?”
“Porque razão não posso estar junto de quem eu mais amo?”

Mais um dia, mais uma promessa feita, mais um acreditar incessante…
Mas tanto acontece dentro de mim, os meus sentimentos explodem.
Como posso segurar um coração que não quer estar aqui, se apenas quer estar do teu lado?
Eu só pedia mais um dia, se tudo fosse assim. Eu só precisava de mais um beijo.
Eu só precisava de uma razão para encontrar mais um pedaço de mim.

O choro acabou. Tudo isto acabou.
Estás agora comigo. E, contigo, eu sinto-me invencível.
Tão invencível.