Como não desejar?

Um dia vivi uma paixão, daquelas avassaladoras, mas que por vários motivos não pode continuar. O nosso tempo passou, e hoje somos amigos, mas… ainda ficou algo dos momentos passados.

Hoje vi-o.

E recordei a sua figura tão inocentemente provocadora que outrora me deixou enfeitiçada. E fiquei mais uma vez desconcertada por esse rapaz; a sua presença ainda mexe com todos os meus sentidos.

Aquele sorriso matreiro e doce … irresistivelmente convidativo para um beijo.

Aqueles olhos castanhos … que quando me olham, me dão um friozinho na barriga.

Aquelas mãos fortes … tão fortes que acredito que envolvida nelas me iria sentir a rapariga mais protegida.

A maneira de ser, a maneira de estar, de gesticular; tudo ainda me fascina e me faz pensar nele.

E são mais que muitas as vezes em que estes flashes dele me invadem, onde quer que eu esteja, onde quer que vá; chegam e ficam sem pedirem permissão.

Mas eu gosto da presença delas na minha vida; trazem-me memórias muito boas.

E quando a noite chega, é só mais uma em que me deito a pensar nele. É só mais uma noite que aquele rapaz me causa insónias; aliás as melhores insónias que poderia ter, e pensando bem, como não ser mais uma noite em que me deito a pensar nele, se ele é tão perfeito?

Amanhã quero vê-lo de novo.

Quero sentir o coração a acelerar feito louco sempre que ele fala para mim.

Quero sentir as mãos a gelar, mesmo que estejam cobertas de suor, tal não é o nervoso miudinho com que fico quando estou ao lado dele.

Quero sentir as pernas a fraquejar sempre que ele sorri para mim.

Como não ser mais um dia em que quero vê-lo?

Nunca pode ser tarde demais para coisíssima nenhuma, e nunca será tarde para que ele entre novamente na minha vida.

Como não desejar, se é tudo o que mais quero?

PORJuliana
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...