Como? Como é que continuamos…

Como? Como é que continuamos nesta sina, nesta rotina, nesta vida a sós, quando aquilo que sentimos é mais do que aquilo que fingimos ser?

Continuamos à procura um do outro em segredo, para uma conversa, um carinho, um gesto, um toque, uma troca de olhares … que dizem mais que do que qualquer uma das palavras que usamos nos dias carentes em que sentimos demasiado a falta um do outro.
Como? Como é que continuamos a estar juntos no meio de toda a multidão, sob todos aqueles olhares e a sentir que somos os únicos ali?

Eu não sei como, provavelmente tu também não, mas a verdade é que no meio de tanta confusão, são aqueles olhares que sabem como e o porquê de querermos estar juntos e de nos procurarmos mutuamente … percebem os olhares trocados nas conversas tão nossas e os carinhos, os gestos e os toques que pensamos serem discretos. Só não percebem o como e o porquê desta sina e desta rotina não serem vividas num só!


PELA WEB

Loading...