Carta para um anjinho!

Nem sei bem por onde agarrar as palavras, da mesma maneira que me é impossível te tocar, te olhar, te tudo…..

Tenho-te na memória como uma máquina fotográfica faz uma foto…. Um instante e tudo fica memorizado. Foi assim que te tive… Dois, três, talvez quatro segundos… Não mais que isso.

Teus únicos movimentos tenho nos guardados nas minhas mãos.
Hoje para te ver tenho de levantar o olhar ao nível das estrelas…. Não tenho a certeza de qual és ou mesmo se os meus olhos te alcançam, mas sei que é ai que estás.
2922 dias.

Não sou falso e tu sabes….em algum destes dias não me lembrei de ti. Foram poucos….

Mas mesmo assim desculpa. Sabes todos os motivos para isso acontecer.
E sabes que daqui de dentro nem por um segundo sais.

Um dia tive um sonho… Sonhava acordar um domingo de manha a ouvir “acorda papá”…..

O sonho não morreu… Mas a voz nunca apareceu. Não conheço o som da tua voz, do teu sorriso nem mesmo do teu choro…

Tornaste-te num silêncio constante numa ausência permanente.
Despertaste a dor em mim e uma saudade descontrolada.

Hoje escrevo-te sem saber se consegues ligar as letras… Nunca te ensinei…. não tive tempo.
Mas sei que sentes e isso é o mais importante.

Escrevo-te para te felicitar por este dia…. Apesar de todo o sofrimento que ele me traz foi neste dia que te tornaste um anjo…. Foi neste dia que me privaram de te cuidar para te darem a tarefa de me proteger…. Obrigado meu anjinho… Minha Estrelinha
Parabéns!❤

PORJoel Silva
Partilhar é cuidar!