Carta para ex-namorado que faz anos.

Olá querido ex-namorado,

Em primeiro lugar parabéns. Parabéns por teres abandonado quem mais te amava neste mundo. Parabéns por teres deixado quem dava tudo por ti, mesmo sem poder dar. Parabéns por escolheres viver uma vida longe de quem te ama, parabéns por te esqueceres de quem te dava não uma estrela, mas sim uma constelação. Parabéns por seres tão bom ator visto que encenaste tão bem o teu papel, e parabéns também por me enganares tão facilmente. Parabéns pela tua capacidade de esquecimento, e parabéns pela força de vontade de ficares comigo.

E agora vem a parte dos agradecimentos: Obrigada, por me ensinares a viver sem ti, a viver sem algo que eu achava que era insubstituível, mas se tornou substituível, não porque te quis trocar, mas sim porque fui obrigada a fazê-lo, obrigada por me dares a escuridão, e perceber que nela encontrava o meu refúgio. Obrigada por me teres dado de novo a angústia de ter mais uma perda, e perceber que elas são necessárias. Obrigada por escolheres deixar-me quando era a última coisa que dizias fazer. Obrigada por teres prometido ficar comigo, e teres ido embora. Obrigada por me fazeres tornar mais forte, e capaz de enfrentar o mundo.

E agora um obrigada especial: obrigada por me mostrares quem realmente és, a pessoa que escondes atrás dessa personalidade tão calma que é capaz destruir como um terramoto. Não te vou pedir para esqueceres o que passamos, porque já o fizeste. Mas eu vou dizer te a verdade. É verdade que eu podia desejar-te cascas de banana no caminho, poderia rogar-te pragas, e rir-me das tuas desgraças. Mas eu prefiro fazer de conta que não existes. É melhor para o meu psicológico, esquecer tudo que me fizeste, de bem e de mal. Não vou mentir, amei-te. Pedi muitas vezes de pés juntos que desse certo, era 1 a lutar por 2 , nunca daria certo. Eram dois corações mas só um acreditava. E hoje chegou o teu dia. Como te sentes longe de mim? Não pões a hipótese de poderes ter passado este dia a meu lado? Pois é. Foram juras, foram promessas deitadas pelo ralo juntamente com todas minhas lágrimas. Penso que jamais terei palavras para ti, foram ditos mais de 5 dicionários e nenhuma palavra te fez ficar, armei-me em Fernando Pessoa e declarei me a ti numa de voltares, errei, e muito . E por mais motivos que podia descrever, termino esta carta a desejar-te os parabéns, parabéns e felicidades ao lado daqueles que “dizem” amar-te, parabéns e obrigada por tudo e por nada, por tudo o que podias ter feito e não fizeste, e pelo “nada” que fizeste por mim. Parabéns a ti que hoje fazes anos.