Cansada!

A chuva cai lá fora

São lágrimas da minha saudade

Esta que não vai embora

Ela tem sua própria vontade!

Os dias que vão passando

Deixam marcas que destroem

O cérebro que vai deixando

As razões que o corroem!

Não digo sim, nem não

Apenas sigo vivendo

Com ou sem razão

Afinal estou sofrendo!

Há lugares que não se ocupam

Neste coração moribundo

Pessoas que sempre triunfam

Pois delas existe o meu mundo!

Esquecendo o que nos motiva

Porque sempre nos falta algo

Um corpo que se fatiga

Precisando de um lugar calmo!

 

PORJoana Brito
Partilhar é cuidar!