Caixinha mágica

Lá fora o sol já se pôs e eu chego exausta a casa depois de mais um dia. Entro no quarto na tentativa de restaurar as energias perdidas durante o dia e então sigo em direção à minha caixinha de segredos e memórias. Abro-a com todo o cuidado e subtileza para que nem um pózinho de recordações fuja daquela caixa tão preciosa.

É dentro daquele pequeno e simples cofrezinho que guardo coisas (nunca) partilhadas com alguém, armazeno sonhos mas também medos, contos e ainda muitos segredos. Arquivo os momentos menos bons juntamente com os melhores que já vivi, guardo com carinho e apreço todas as revelações de afeto e amor que vou colhendo daqueles que mostram amar-me de verdade.

É lá que se encontram as melhores e piores lembranças da minha vida, todos os amores contudo também muitos dos desprazeres vividos, todas as (des)ilusões.

É uma caixinha tão frágil que guarda um mundo tão cheio de tudo, tão cheio de magia, de choro e alegria, de esperança, de força, de coragem…

Quem sabe talvez um dia partilhe tudo isso com o mundo para que ele saiba tudo pelo que passo, tudo o que vai marcando a minha vida e me fazendo crescer, talvez um dia partilhe tudo o que essa caixa guarda para que quem passa pelo mesmo que eu saiba que a sua história não é única e que todos temos muitas histórias para contar e partilhar…

Acredita, o que se sucede nesta vida não acontece por acaso!


PELA WEB

Loading...