Cá estamos nós outra vez…

Passaram-se horas, dias, meses, anos até que não nos víamos, que não ouvia essa tua voz rouca que por mais estúpido eu pareça, soa-me a um não daquelas que se ouve todo o dia .

Falei do tempo como se não tivesse importância … quando na verdade sei bem que se passaram 5 anos, 1826 dias precisamente. E nem falo das horas porque isso seria ainda mais doloroso para mim .

Como ia a dizer, passou-se muito tempo ate demais. E o que eu fiz nesse tempo? Bem , eu fui vivendo uma dia de cada vez até que se tornaram em semanas, meses… fui me focando no futuro, profissional claro, porque o amoroso deixei em pausa desde o dia em que dissemos adeus. Alcancei os objetivos que sempre em mente, tu sabes bem quais são, fartava-me de falar deles. Saltando toda a parte em que devia falar de como foi a minha vida estes anos, aborrecida, calma demais sem a tua instabilidade que curiosamente me deixava estável, porque mesmo assim eu sabia que estavas ali. Tu ? como tens estado, desde ontem ? desde aquele nosso olhar cruzado de ontem, naquele bar da praia ? aliás nem contes logo o que sentes hoje, quero saber o que sentiste durante estes 5 anos sem mim.

Quero saber precisamente se pensaste em mim, se pensaste sequer em mandar mensagem, porque eu sei, acredita que sei que ainda tens o meu numero porque eu, eu ainda tenho o teu e apaga-lo seria apagar recordações. Conta-me se tu também viveste nessa angústia incessante de me reencontrar, de por a conversa em dia … conta-me se também deixaste o coração em pausa, ainda esperando por mim. Conta-me como foi viver sem mim.


PELA WEB

Loading...